Brasilia-852x500

DISTRITO FEDERAL – BRASÍLIA

Histórico

Em 1823, José Bonifácio de Andrade e Silva, o Patriarca da Independência, propôs a criação de uma nova capital no interior do Brasil (sugerindo o nome Brasília), longe dos portos para garantir a segurança do país.

A vocação mística de Brasília se inicia quando é incorporada à sua história o sonho de Dom Bosco. O Santo Italiano sonhou com uma depressão bastante larga e comprida, partindo de um ponto onde se formava um grande lago, entre os paralelos 15º e 20º, e que repetidamente uma voz lhe dizia que “…quando vierem escavar as minas ocultas, no meio destas montanhas, surgirá aqui a terra prometida, vertendo leite e mel. Será uma riqueza inconcebível…”

No ano de 1892, foi nomeada a Comissão Exploradora do Planalto Central do Brasil, liderada pelo astrônomo Luiz Cruls e integrada por médicos, geólogos e botânicos, que fizeram um levantamento sobre topografia, o clima, a geologia, a flora, a fauna e os recursos materiais da região do Planalto Central. A área ficou conhecida como Quadrilátero Cruls e foi apresentada em 1894 ao Governo Republicano.

Somente em 1955 foi delimitada uma área de 50 mil quilômetros quadrados? Onde localiza-se o atual Distrito Federal. A construção da nova capital teve início em abril de 1956, no comando do então presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, com a criação da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (NOVACAP) e o projeto de lei 2.874, o governo lançou o edital do Concurso Público para a construção do Plano Piloto. Lúcio Costa foi o vencedor do projeto urbanístico (que partiu do traçado de dois eixos cruzando em ângulo reto como o sinal da cruz. Um destes eixos leva às áreas residenciais, sendo levemente inclinado, dando à cruz a forma de um avião; o outro denominado Monumental, com 16 Km de extensão, abriga os prédios públicos e os palácios do Governo Federal no lado leste; no centro a rodoviária e a torre de TV e no lado oeste os prédios do Governo do Distrito Federal) e Oscar Niemeyer o autor dos principais projetos arquitetônicos da cidade.

No dia 21 de abril de 1960, a estrutura básica da cidade está edificada e Brasília então é inaugurada. Os candangos (nome dado aos primeiros habitantes da nova cidade) comemoram ao lado de Oscar Niemeyer, Israel Pinheiro, Lúcio Costa e Juscelino Kubitschek, os principais responsáveis pela construção de Brasília.

Gentílico: brasiliense

Formação Administrativa

A Lei n.° 3.754, de 14 de abril de 1960, dispõe sobre a Organização Judiciária de Brasília e dá outras providências.

Síntese das Informações

Capital Brasília
População estimada 2015 2.914.830
População 2010 2.570.160
Área da unidade territorial 5.779,999 km²
Densidade demográfica (hab/km²) 444,66 Densidade demográfica (hab/km²)
Rendimento nominal mensal domiciliar per capita da população residente 2014 (Reais)(1) 2.055
Número de Municípios 1 Número de Municípios
Estabelecimentos de Saúde SUS 177 estabelecimentos
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal – 2010 (IDHM 2010) 0,824  –
Matrícula – Ensino fundamental – 2012 409.586 matrículas
Matrícula – Ensino médio – 2012 111.774 matrículas
Número de unidades locais 103.345 unidades
Pessoal ocupado total 1.410.536 pessoas
PIB per capita a preços correntes – 2013 62.859,43 reais
População residente 2.570.160 pessoas
População residente – Homens 1.228.880 pessoas
População residente – Mulheres 1.341.280 pessoas
População residente alfabetizada 2.261.536 pessoas
População residente que frequentava creche ou escola 877.695 pessoas
População residente, religião católica apostólica romana 1.455.134 pessoas
População residente, religião espírita 89.836 pessoas
População residente, religião evangélicas 690.982 pessoas
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes – Rural 400,00 reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes – Urbana 825,00 reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio – Rural 2.734,44 reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio – Urbana 5.752,41 reais

Fonte: IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística