ANP, EPE e FGV Energia promovem debate sobre o RenovaBio

By 31 de Janeiro de 2018Destaque, Notícias

Imagem: Divulgação

 

O objetivo do encontro é apresentar as principais iniciativas a serem adotadas para viabilizar a implementação do programa.

 

FONTE: RENOVABIO

 

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e a FGV Energia promovem, no próximo dia 1º de fevereiro, o evento “RenovaBio – Próximos passos”.

O objetivo do encontro é apresentar as principais iniciativas a serem adotadas pelo Ministério de Minas e Energia (MME), pela ANP e pela EPE para viabilizar a implementação do RenovaBio, instituído pela Lei nº 13.576, de 26 de dezembro de 2017.

 

Veja abaixo a programação do evento:

13h – Credenciamento

13h45 às 13h55 – Boas Vindas – Felipe Gonçalves, FGV Energia

14h às 14h20 – Abertura – Márcio Félix – MME

14h20 às 14h30 – Considerações iniciais EPE e ANP – José Mauro Coelho e Aurélio Amaral

14h30 às 14h50 – Modelos do RenovaBio – José Mauro Coelho, Diretor (EPE)

14h50 às 15h10 – Regulação do RenovaBio – Aurélio Amaral, Diretor (ANP)

15h10 às 15h30 – Contextualização – Elizabeth Farina, Diretora-Presidente (UNICA)

15h30 às 15h50 – Perspectivas do Biodiesel com o RenovaBio – Donizete Tokarski, Diretor Superintendente (UBRABIO)

15h50h às 16h10 – Caderno de Biocombustíveis – Tamar Roitman, Pesquisadora (FGV Energia)

16h15 às 17h – Perguntas

O evento ocorrerá no auditório da FGV, localizado na Praia de Botafogo, 190, 12º andar, Botafogo, Rio de Janeiro.

 

Clique aqui para mais informações e inscrições.

 

O RenovaBio

O RenovaBio é um programa do Governo Federal para expandir a produção de biocombustíveis no Brasil, baseada na previsibilidade, na sustentabilidade ambiental, econômica e social, e compatível com o crescimento do mercado. A iniciativa tem como objetivos:

• Contribuir para o atendimento aos compromissos do Brasil no âmbito do Acordo de Paris sob a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima;

• Contribuir com a adequada relação de eficiência energética e de redução de emissões de gases causadores do efeito estufa na produção, na comercialização e no uso de biocombustíveis;

• Promover a adequada expansão da produção e do uso de biocombustíveis na matriz energética nacional, com ênfase na regularidade do abastecimento de combustíveis;

• Contribuir com previsibilidade para a participação competitiva dos diversos biocombustíveis no mercado nacional de combustíveis.

 


Assessoria de Comunicação Social (ASCOM/CORSAP)
(61) 3297-5041 – 3201-5042
ascom@corsapdfgo.eco.br