Aterro sanitário vai modernizar gestão de resíduos em Brasília

By 5 de Janeiro de 2017Destaque, Notícias

Catadores no Lixão da Vila Estrutural, DF Marcello Casal Jr/Agencia Brasil

Com atraso de 56 anos, ele entra em operação no próximo dia 17



Baixar áudio

Em entrevista ao Revista Brasília desta quarta-feira (4), o diretor-técnico do Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal (SLU), Paulo Celso dos Reis, disse que o aterro sanitário é a pedra fundamental para resolver a questão dos resíduos no Distrito Federal.
 
“Ele cumpre todas as normas técnicas nacionais e internacionais, para implantação. Agora a gente precisa ter um bom trabalho de operação. E durante a operação você tem que ter esse controle tecnológico para evitar que haja qualquer tipo de tendência à contaminação do solo ou do ar e da água. Tem que ser um trabalho contínuo”, explica Paulo Celso dos Reis.
 
A diferença de uma aterro sanitário para um lixão, como o que temos na Estrutural, informa o diretor-técnico, é que o solo foi estudado, aguenta o peso de resíduos, foi feita a impermeabilização do solo e toda uma estrutura para retirar o chorume e os gases formados, tratando no mesmo local.
 
Saiba mais sobre o Aterro Sanitário do DF, no player acima.
 
O Revista Brasília vai ao ar, de segunda a sexta-feira, às 10h, pela Rádio Nacional AM Brasília.

Fonte: EBC Rádios