NOVOS SECRETÁRIOS TOMAM POSSE NO BURITI

By 20 de setembro de 2016Destaque, Notícias

O Governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), deu posse nesta última sexta-feira (16), ao presidente licenciado do PSB-DF, Marcos Dantas, que deixa a Secretaria de Mobilidade e assume a Secretaria das Cidades. O adjunto Fábio Damasceno assume em seu lugar, como titular da pasta.

Além dos secretários, Roosevelt Vilela e Denis Soares foram empossados como secretários adjuntos. Roosevelt é suplente de deputado distrital, e até a poucos dias, estava como deputado na Câmara Legislativa do DF, substituindo Joe Valle. Ele figura como um excelente interlocutor da base governista na Câmara, o que lhe assegurou o cargo no Executivo.

O superintendente do CORSAP-DF/GO, José Ricardo Castilho, foi convidado e acompanhou a posse de perto, escutando atentamente o discurso de Marcos Dantas, que falou sobre a eliminação do lixão da Estrutural, sua transposição para o Aterro Sanitário em Samambaia, e também sobre urgentes e necessárias soluções para os problemas de saneamento básico e resíduos sólidos no Distrito Federal e sua Região Integrada do Entorno.

Dantas afirmou que o Governo do Distrito Federal está promovendo muito mais do que uma “revolução urbanística”, mas uma “revolução de mentalidade”. Ele afirmou que o GDF está em vias de transferir o lixão da Estrutural para a cidade de Samambaia “é uma nova era na questão ambiental”, enfatizou.

A prioridade da nova Secretaria das Cidades será coordenar e supervisionar as administrações regionais, dando apoio à resolução de demandas da população, além de acompanhar e fiscalizar o andamento das ações de Governo. A nova pasta vai abrigar a Subsecretaria de Ordenamento das Cidades da Secretaria de Estado e Gestão do Território e Habitação do DF (Segeth); e a Subsecretaria de Atendimento às Cidades da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Serviços Públicos do DF.

Rodrigo Rollemberg destacou que a Secretaria foi criada com o remanejamento de cargos de outras áreas do Executivo, portanto, sem custo para o Estado, e que esta é uma medida para aproximar o cidadão do Estado. “Eu quero que esta secretaria seja os olhos, os ouvidos… o coração do Governo nas Cidades… articulando as administrações regionais, ouvindo as lideranças… fiscalizando as ações do governo”, discursou.

f1852x500

Por Christiane Guimarães
ASCOM CORSAP-DF/GO – ascom@corsapdfgo.eco.br